sábado, 16 de dezembro de 2017

MANCHETES DO DIA

Líder em pobreza-52% dos maranhenses vivem com menos R$ 387



Mais de cem mil em busca da vaga na PMMA




Mais de cinco mil homicídios


Transplantes - Órgão são desperdiçados por falta de materiais




 Morador do Cruzeiro terá que retirar grades que cercam prédios


Uso de recursos por partido dificultará renovação em 2018

 Mobilidade social é mais difícil para os pobres


 Emprego de baixa qualificação trava ascenção social no país

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Estudiosos dizem que povo pacífico do Brasil é mito

A versão de que a sociedade brasileira têm por característica resolver seus conflitos políticos por meio da conciliação e que o povo é pacífico ganha novos rumos — e contestações — na exposição “Conflitos: fotografia e violência política no Brasil 1889-1964”. O conteúdo da mostra, que tem a curadoria de Heloísa Espada, foi debatido no Instituto Moreira Sales, no Rio.
— Há dois mitos sobre Brasil que são disseminados de diferentes maneiras e que não são verídicos: que há conciliação entre elites políticas e o mito do povo pacífico, que nunca se rebela contra o Estado — disse uma das consultoras da exposição, Ângela Alonso.
Segundo ela, há evidências históricas de que disputas políticas no Brasil, em muitos casos, foram resolvidas por meio de conflito, seja entre elites na busca por poder ou por meio da revolta popular contra medidas adotadas pelos governos. Ela citou os casos das revoltas da Vacina e de Canudos, que tiveram início em rebeldia de “extratos mais baixos da população”.
— Povo e elite resolvem seus conflitos no tapa, muitas e muitas vezes na História. Não é só violência física. Tem violência simbólica que fica ao longo do tempo, como demonizar adversários e entronizar aliados. Em geral, isso não está descasado, essa demonização dos adversários e a introdução de novos aliados, da eliminação física dos adversários — disse.

Ângela de Castro Gomes, outra consultora da exposição e pesquisadora do catálogo lançado ontem, disse que o Brasil passou por uma série de rebeliões na década de 30 e todas elas, apesar de terem como base a disputa militar influenciadas pele elite política, causaram grande efeito para os civis nas grandes cidades e no interior.

MANCHETES DO DIA

80% dos prefeitos tucanos do Maranhão devem deixar o PSDB?



Polícia e PM realizam maior operação contra facções no CE




Previdência é adiada e preocupa mercado


Megaoperação prende prefeito, secretários e empresários




 Orçamento de 2018 coloca Câmara e GDF em guerra


Previdência fica para 2018 e governo cede a servidores

 Temer estuda ceder mais para aprovar   Previdência


 Governo já negociação mais concessões na reforma

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

MANCHETES DO DIA

Um Paço à frente?



Adutora velha opera; falta de água continua




IPVA sobre até 8% a partir de fevereiro


Megaoperação prende prefeito, secretários e empresários




 Projeto amplia chance de o GDF nomear concursado


Avanço no Congresso pacote de R$ 51 bi para Estados

 Votação da reforma previdenciária fica para 2018, diz Jucá


 STF limita poder da polícia de fechar acordo de delação

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

MANCHETES DO DIA

Abertas as inscrições para concurso do Detran-MA



Adutora velha opera; falta de água continua




Poupadores vão receber até R$5 mil à vista


Quadrilha invade cadeia, resgata preso e mata policial




 Acordo garante R$ 12 bi a 2,5 milhões de pessoas


TRF-4 marca para janeiro julgamento do recurso de Lula

 Acordo libera em 2018 até R$ 5 bilhões a poupadores


 Julgamento de Lula em janeiro antecipa quadro eleitoral