sexta-feira, 22 de setembro de 2017

MANCHETES DO DIA


  Assassinatos causam medo no interior


População cumpre a sua parte

188 médicos exonerados por acúmulo e cargos

A moeda é virtual, mas o golpe é real. A cadeia, também
Planalto tenta conter ameaça de rebelião após ataque de Maia

 Braço direito de JAnot pode ser investigado, diz procurador

 Funaro diz que Temer, Cunha e Alves

 

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

É DE LASCAR - Sarney vai colocar Roseana na Academia Maranhense de Letras


ROSEANA COMENTANDO SOBRE JOSUÉ MONTELLO NO JORNAL DELA

No PAINEL da Folha de S. Paulo

CONTRAPONTO
Crise de identidade
A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado iria iniciar nesta quarta (20) o debate do projeto que pede a redução da maioridade penal, quando Lindbergh Farias (PT-RJ) pediu que a análise da proposta fosse adiada para a semana que vem. Alegou que estava tarde e que não havia quorum alto.
O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) elogiou o bom senso do petista e o presidente do colegiado, Edison Lobão (PMDB-MA), concordou com o pedido. Foi quando o tucano, que faz oposição ao PT, fez uma reflexão:
— Estou meio preocupado comigo mesmo. Tenho concordado muito com o Lindbergh!

MANCHETES DO DIA


  Maranhão cai cinco posições em competitividade


Maioria do STF quer denúncia contra Temer na Câmara


Temer de novo nas mãos da Câmara


Temer perde no Supremo e busca vitória na Câmara



Maioria do STF nega suspensão de 2ª denúncia contra Temer


 Denúncia contra Temer será enviada à Câmara





 STF deve enviar denúncia contra Temer à Câmara


 Em xeque no STF a denúncia contra Temer

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Bira do Pindaré não 'discorda de Sarney' em contrato de festas

    O deputado estadual Bira do Pindaré, presidente municipal do PSB, é apontado como patrocinador de festa babélica em Timon com pagamento de cachês shows de Paulo Toller, Biquini Cavadão e Paralamas do Sucesso.

    A denúncia foi feita no Blog do Murilo do portal piauiense AZ, no post 'Discordando de Sarney".

    Segundo cálculos do Murilo os três dias de festas consumiram mais de meio milhão de reais dos cofres do governo do estado. Timon é administrado pelo presidente estadual do PSB, Luciano Leitoa.

    Bira tem se aproximado das classe de artistas do Maranhão. A ponte tem sido o grupo Laborarte, com mais de 40 anos de história. Parte da classe artística maranhense é contrária ao pagamento de cachês milionários a estrelas nacionais em detrimento da parca cota reservada ao talento nativo. 

    Essa é uma das críticas feitas aos tempos de mando dos Sarneys, que montaram empresas especializadas em lavar dinheiro em festivais de atrações estrangeiras. 


    É ex-secretário de estado e aliado próximo do governador Flávio Dino. Dentro do PSB, isolou o senador Roberto Rocha, despachando-o de volta ao ninho tucano em sua pretensão de disputar o governo.

LEIA O POST do Blog do Murilo

Toas às vezes que se publica indicadores sociais de todo o Brasil, e o Maranhão invarialmente aparece com os piores índices sócio-econômicos do Brasil, o ex-presidente José Sarney, mandatário maior do Estado por mais de cinco décadas, quando questionado sobre esses índices vergonhosos, Sarney, tem sempre uma resposta na ponta da língua: " O Maranhão é um Estado pobre".

Ao contrário, das unidades federadas do Nordeste, o Maranhão é disparado o mais rico de todas elas.
Basta ver, que, em um dos momentos mais difíceis da quadra histórica que atravessamos, o governo do Estado do Maranhão, através de um deputado estadual de nome Bira do Pindaré, secretário de umas das secretarias do governo Flávio Dino, acaba de patrocinar três dias de festas na cidade de Timon, com atrações nacionais, tais como, Paulo Toller, Paralamas do Sucesso e Biquíni Cavadão, grupos musicais que devem ter faturado mais de meio milhão de reais, nesse festival BR-O-BRÓ, realizado no último final de semana em Timon.
Agora, se pensarmos, tanto dinheiro do contribuiente, que poderia estar sendo utilizado da forma mais benfajeza para a população , tais como, aquisição de mais viaturas para as polícias civil e militar, construção de mais delegacias de polícia e até mesmo aumentando o contingente policial, dado que a segurança pública, é a maior preocupação dos timonenses hoje em dia.
O mais impressionante nessa gastança com o dinheiro dos pagadores de impostos do Estado do Maranhão com o tal "festival BR-O-BRÓ, é a motivação , qual seja, tornar o deputado e secretário estadual Bira do Pindaré, um desconhecido do eleitorado timonense, um candidato palatável na disputa por uma das 18 cadeiras de deputado federal na Câmara dos Deputados pertencentes ao Estado do Maranhão nas eleições de 2018.
É de lascar.