quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Cultura indígena é objeto de exposições


    Como parte da programação da Semana dos Povos Indígenas estão sendo realizadas até sexta-feira (11), no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, na Praia Grande, em São Luís, exposições fotográficas, arqueológica e etnográfica sobre o tema. A Semana é realizada pelo Governo do Maranhão, por meio das Secretarias de Estado da Cultura e Turismo (Sectur) e de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop).

    Estão em exposição, por meio de fotos e objetos, elementos que retratam o cotidiano e os principais ritos indígenas maranhenses. Quem comparecer ao local vai poder encontrar cordões, pulseiras, pinturas corporais, objetos utilizados no dia a dia dos índios nas  também eram oferecidas por alguns indígenas. “É importante esse tipo de exposição para demonstrar essa diversidade cultural e essa riqueza existente no nosso estado, e também para chamar atenção das autoridades, do poder público para dar mais atenção a esses povos que tanto lutam pelos seus direitos que ainda são negados", disse o antropólogo do centro de pesquisa de história natural e arqueologia do Maranhão, João Damasceno. 

    Regis Guajajara, estudante de licenciatura intercultural da Uema, diz que a exposição é importante para a visibilidade indígena, mostrar a união dos povos e também sua riqueza cultural. “É como dizem, o índio não vive, ele sobrevive", afirmou. 

    O evento contou também com uma mesa redonda, onde as pessoas presentes puderam debater sobre os avanços e desafios dos indígenas na educação superior, ministrada pela Ana Caroline Amorim Oliveira, professora da UFMA e doutoranda em Antropologia na USP.
Diversos pontos da cultura indígena, promovendo debates sobre visibilidade, estão sendo apresentados além da defesa cultural dos povos presentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário