sexta-feira, 7 de março de 2014

Salão de Humor do Piauí está ameaçado de extinção

   
    O organizador do Salão Internacional de Humor do Piauí, Albert Piauí (foto acima), está desertando do evento.  Piauí diz ter alcançado sua meta: superar o realizador do salão de humor de Montreal, no Canadá, um dos mais antigos no mundo realizado há mais de 30 anos.
    Em 2013 o Salão do Piauí teve sua 30º edição, aglutinando expressões artísticas, além de artesanato e culinária. Pela primeira vez, o salão se transferiu de endereço: trocou a capital Teresina pela litorânea Parnaíba.
    Albert Piauí diz estar cansado de correr atrás. No ano passado teve apoio da Petrobras e Caixa Econômica. Captou recursos chancelado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura.
    O slogan País rico é pais sem miséria não sensibiliza Piauí. Combativo dos petistas, morando em Parnaíba, Albert Piauí é um dos principais defensores da terceira via, que tem o nome do ex-senador Mão Santa como opção para disputar o governo com o senador Wellington Dias (PT) e o deputado federal Marcelo Castro (PMDB). 
    "Ele tem que deixar a piada de lado e falar sério sobre os problemas do Piauí", aconselha o piauiense organizar do salão de humor. Mão Santa foi prefeito de Parnaíba antes de chegar ao Palácio Karnak, sede do governo estadual do Piauí, e ao Senado Federal. Sua passagem pelo Congresso foi marcante, principalmente pelas referência à Lula a quem invariavelmente chamava Luís Inácio.
    O cartunista maranhense Érico Junqueira é figura carimbada do Salão Internacional de Humor do Piauí. Em 2013 o cartunista Tonho Oliveira, do Rio Grande do Sul foi o grande vencedor do festival.  O organizador do festival conta com apoio do governo do estado do Piauí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário